Medicamento chamado IRSh* combinado com antibióticos convencionais muda a "cara" da bactéria e corrige resposta do sistema imunológico

Desenvolvido por cientistas brasileiros, um novo medicamento chamado IRSh* combinado com antibióticos pode reduzir a mortalidade por infecção generalizada. Testes iniciais, feitos em camundongos, conseguiram aumentar em 500% a sobrevida dos animais.

Um em cada três pacientes internados em UTIs (unidades de terapia intensiva) são vítimas de sepse – infecção generalizada. Estima-se que a doença acomete 30 milhões de pessoas por ano no mundo — com aproximadamente 600 mil casos só no Brasil, segundo o ILAS (Instituto Latino Americano de Sepse).

O diferencial da nova terapia é corrigir a forma como o organismo combate a bactéria. Essa resposta errada e exagerada do sistema imunológico é a causadora da sepse, de acordo com o médico Alexandre Nowill, mestre em imunologia pela Universidade de Paris XI.

Ele é o coordenador do estudo sobre o novo medicamento, que ganhou destaque mundial ao ser publicado em um jornal da Associação Americana de Imunologistas, o The Journal of Immunology.

“Clinicamente, 50% dos pacientes no país morrem de sepse. Não importa se eles estão em um hospital público ou privado. A perspectiva é salvar a maioria deles com esse novo tratamento”, afirma Norwill.

Hoje, o conceito que predomina entre os médicos é o de que o antibiótico cura a infecção. Entretanto, Nowill descobriu que o remédio apenas bloqueia a bactéria, mas quem cura a doença é o sistema imunológico do paciente.

“Esse novo remédio não age contra a bactéria. Ele muda a cara dela e a transforma em algo que o corpo já conhece. Com essa nova roupa, a resposta do sistema imune ocorre como se a pessoa tivesse tomado uma vacina”, explica.

Segundo o médico, esse mecanismo combinado com o uso de antibióticos leva à conquista de dois fatores a favor do combate à infecção generalizada: o antibiótico vai continuar favorecendo o corpo ao bloquear a bactéria; e o sistema de defesa irá exercer sua função do jeito certo.

“Quem vai curar é o corpo, mas ele precisa da ajuda do antibiótico para enfraquecer a bactéria e levar vantagem”, esclarece o imunologista.

Ainda de acordo com o especialista, esse novo tratamento pode ser capaz de reduzir a mortalidade, o sofrimento e o tempo que o paciente permanece na UTI.

“Se a pessoa é curada mais rápido, ela tem menos sequela. Hoje, tem paciente que perde os membros por conta da infecção generalizada”, observa.

O próximo passo da pesquisa científica é testar o tratamento em porcos. A expectativa é que ele comece a ser testado em humanos daqui três anos.

Fonte: R7


Prefeito Temóteo Brito visita circuito do Grande Mutirão da Saúde

Teixeira de Freitas: Neste sábado, 18, o prefeito de Teixeira de Freitas, Temóteo Brito, visitou a estrutura do Grande Mutirão da Saúde. Ele

Teixeira: Mais de 3 mil cadastros são realizados no primeiro dia do

Teixeira de Freitas: O Grande Mutirão da Saúde de Teixeira de Freitas, logo no primeiro dia de cadastramento, superou a marca de 3 mil registros.

Conselho reduz de 21 para 18 anos idade para mudança de sexo

Reposição hormonal só será permitida após os 16 anos O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou na última quinta feira no Diário Oficial

Saúde mental deve atender crianças e jovens com câncer

Médico diz que atendimento deve envolver toda a família O atendimento oncológico tem que estar integrado a um centro de tratamento

Morre o jornalista Erival Guimarães, aos 61 anos

Faleceu nesta sexta-feira, 10, no Hospital Santa Izabel, o jornalista Erival Guimarães, de 61 anos, ex-assessor de comunicação da Secretaria de

Número de grávidas com HIV aumenta quase 40% em dez anos

O número de grávidas com HIV no Brasil vem crescendo desde 2008, de acordo com os últimos dados do Boletim Epidemiológico de HIV/Aids

Pele de tilápia é usada para tratar vítimas de queimaduras

A pele da tilápia, peixe de água doce, está sendo usada para tratar pacientes vítimas de queimaduras graves. Ainda em fase experimental, o

Correr maratonas pode ajudar a 'rejuvenescer' suas artérias?

Testes foram feitos com mais de 100 participantes amadores da Maratona de Londres Treinar para uma maratona e completá-la melhora a saúde das

O que acontece com seu corpo quando você come demais

Já sei como me sinto depois de cada ceia de Natal: sonolento, lerdo e, sem dúvida, empanturrado. Mas na hora do almoço, no dia seguinte, tenho

Visita ao oftalmologista pode prevenir câncer nos olhos

O melanoma ocular não apresenta sintomas e pode evoluir com gravidade Visitas frequentes ao oftalmologista e a realização de exames de rotina

Nossos Apoiadores: