O ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) disse à reportagem do Estadão que seu compromisso com o presidente Jair Bolsonaro é endurecer o combate ao crime. Nas últimas semanas, a Polícia Federal, braço do Ministério de Moro, tem atacado intensamente o coração financeiro de organizações e facções violentas, como o PCC. Essa ofensiva permitiu a descoberta de diálogos entre lideranças do crime organizado com ameaças ao ministro.

Moro não se mostra acuado. "Tudo tem um preço", ele disse.

Os grampos que citam Moro estão nos autos da Operação Cravada, deflagrada pela PF na quarta, 7 - os agentes saíram às ruas em sete Estados para cumprir 30 mandados de prisão e bloquear 400 contas do PCC.

"O PT tinha diálogo com nóis cabuloso… é que esse Moro aí mano, esse cara é uma filha da puta', disse no celular Alessandro Roberto Pereira, o 'Elias' ou 'Veio', segundo a Operação Cravada.

Ao Estadão, Moro declarou. "O compromisso assumido com o presidente Bolsonaro foi sermos firmes contra corrupção, crime organizado e crimes violentos. Essa foi a orientação feita à Polícia Federal que tem o mérito pelas recentes operações."

O ministro disse, ainda. "Precisamos avançar mais, porém com medidas executivas e também legislativas, como o projeto anticrime."

Áudio

Entre os presos, está Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como 'Elias' ou 'veio'.

De acordo com as investigações, ele atua como 'Resumo da Rifa', e é responsável por 'posição na hierarquia da organização criminosa e também possui poder de decisão e mando sobre os demais integrantes'.

"Das investigações foi possível desvelar que o noticiado possui a função de controlar as contas bancárias, utilizadas pela organização para movimentar dinheiro de suas atividades ilícitas, principalmente, o tráfico de drogas".

Ele é um dos homens de 'relevante função, bem como poder e comando' do PCC, que foram transferidos para presídios federais, segundo decisão judicial que deflagrou a Cravada.

Em diálogos com outros líderes do núcleo financeiro da facção, ele critica o ministro da Justiça Sérgio Moro: "Com nois já não tem diálogo, não, mano. Se vocês estava tendo diálogo com outros, que tava na frente, com nois já não vai ter diálogo, não. Esse MORO aí, esse cara é um filha da puta, mano. Esse cara aí é um filha da puta mesmo, mano. Ele veio pra atrasar".

Também menciona um partido político. "Ele começou a atrasar quando foi pra cima do PT. Pra você ver, o PT com nois tinha diálogo. O PT tinha diálogo com nois cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nois ficar conversado a caminhada aqui pelo telefone, mano. Mas o PT, ele tinha uma linha de diálogo com nois cabulosa, mano….", diz Elias.

E ainda menciona o Estado de São Paulo como núcleo do tráfico de drogas. "Os cara sabe os tabuleiro que é de dentro de São Paulo, do Progresso. Os Estado têm o tabuleiro que anda, mano".

Fonte: Atarde


Bolsonaro embarca hoje para visita oficial à Índia

Presidente é convidado especial para comemorações do Dia da República O presidente Jair Bolsonaro embarca, na manhã de hoje (23), para a

Lei anticrime entra em vigor e pena máxima vai a 40 anos

Tempo de cumprimento foi uma das alterações de projeto da Câmara que aproveitou sugestões de Moro; texto muda saidinhas e progressão de

Rui Costa retorna aos trabalhos na Governadoria após cirurgia

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), retornou, nesta terça-feira (21), aos trabalhos na Governadoria, no Centro Administrativa da Bahia (CAB),

Regina Duarte aceita convite para 'período de testes' na Cultura

A atriz Regina Duarte aceitou nesta segunda-feira (20) a indicação para a Secretaria Especial de Cultura do governo de Jair Bolsonaro. Ela disse

"Políticos viraram chave de porta de cadeia", afirma Jaques Wagner

O senador Jaques Wagner (PT) fez um desabafo na porta da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, nesta quinta-feira, 16, ao ser

Toffoli suspende aplicação do juiz de garantias por 180 dias

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu nesta quarta-feira (15) a aplicação do chamado juiz de garantias

Grupo faz mobilização contra reforma da Previdência na Bahia

Na manhã desta segunda-feira, 13, aconteceu uma mobilização contrária à reforma da Previdência Social dos servidores públicos civis do

Reforma da Previdência pode economizar R$ 800 mi em 2020 na Bahia

O superintendente de Previdência do Estado da Bahia, Eduardo Matta, afirma que o déficit da Previdência Social estadual deve chegar a R$ 4,8

A NICA DA LIBERDADE 219

Ramiro Guedes O TEMPO Depois de um severo ataque de herpes e um exaustivo início de pneumonia, esse humílimo escriba volta às lides niqueanas.

Empossados os novos conselheiros tutelares de Caravelas

Caravelas: Flávia Paixão, Rosalva Rodrigues, Ivo Affonso, Kivia da Cruz e Talita Barros (titulares) e Ivete Oliveira, Jailton, Mayck, Alessandra

Nossos Apoiadores: