Eficiência foi o diferencial no triunfo tranquilo sobre o Vasco

Depois de muito tempo o Bahia pôde viver um dia de tranquilidade no Campeonato Brasileiro. O triunfo sobre o Vasco, por 3x0, quarta-feira, em Pituaçu, foi o primeiro em que o time não sofreu sustos. E um dos motivos para isso está na eficiência do ataque.

O Esquadrão precisou de apenas um tempo para construir o placar diante dos cariocas graças à pontaria dos homens de frente. Rossi, Gilberto e Clayson aproveitaram as chances que tiveram e visitaram as redes de Fernando Miguel. Ao todo, o Esquadrão finalizou seis vezes na direção do gol vascaíno durante a partida e marcou três gols, um aproveitamento de 50%.

A estatística poderia ser ainda maior se o zagueiro Juninho tivesse aproveitado o passe açucarado que recebeu de Rossi também no primeiro tempo, mas mandou para fora e perdeu chance incrível.

O grande volume de oportunidades ofensivas criadas pelo Bahia não é uma novidade. De acordo com o site de estatísticas SofaScore, o time baiano é o sexto que mais finaliza no Brasileirão. Em 14 jogos, os atletas do tricolor mandaram 183 chutes na direção do gol, uma média de 13,07 por jogo. E 13 foi exatamente o número total de finalizações contra o Vasco. Ou seja, a diferença foi a eficiência. Atlético-MG (218), São Paulo (208) e Grêmio (189) aparecem no top-3 das equipes mais finalizadoras.

Até o duelo contra o Vasco o Esquadrão era o terceiro time que mais criava chances claras de gol entre os 20 times da Série A, com uma média de duas oportunidades por jogo. O tricolor era superado apenas por Atlético-MG (2,92 por jogo) e Flamengo (3,08), líder e vice-líder do torneio, respectivamente.

O que estava faltando mesmo era capricho na hora de decidir. Para ter uma ideia, Gilberto é até aqui o jogador com mais finalizações na Série A. Ao lado de Marinho, do Santos, o camisa 9 chutou 30 vezes na direção do gol. A diferença entre os dois está no aproveitamento. Enquanto Gilberto teve eficiência em apenas 6,67% das oportunidades e marcou dois gols na competição, Marinho tem aproveitamento de 26,67% e é vice-artilheiro do Brasileirão com oito.

O gol marcado por Gilberto sobre Vasco, por sinal, valeu ao atacante uma marca importante. Ele chegou a 24 com a camisa do Bahia na Série A do Brasileirão - contada a partir de 1971 - e se desgarrou de Marcelo Ramos na fila da artilharia geral da equipe no torneio. O atual camisa 9 está agora na quarta colocação, a um golzinho de Bobô, que tem 25. Douglas lidera a lista com 37 tentos, enquanto Nonato, com 32, aparece na segunda colocação.

Outro destaque na partida contra o Vasco, o atacante Clayson foi decisivo com um gol e uma assistência e se juntou a Juninho Capixaba como jogadores com mais chances claras criadas pelo tricolor: três cada. Para ele, a eficiência diante dos cariocas era o que estava faltando para o Esquadrão enfim engrenar na temporada.

“É um conjunto. O time vinha em uma crescente boa, a gente vem conseguindo pressionar o adversário, mas tinha ali o detalhe e o resultado estava escapando, mas as chances estavam sendo criadas. Quando o time vai bem, o jogador está com confiança, as coisas acontecem naturalmente. A gente tem um pouco mais de liberdade para fazer coisas que são mais difíceis”, comentou o atacante. “É um pouco de tudo, a confiança da comissão, a crescente da equipe, o suporte dos companheiros atrás, sabendo que você pode tentar algo diferente que eles vão estar ali para recuperar. Isso faz a diferença e a gente ali na frente pode arriscar um pouco mais. Graças a Deus a gente pôde marcar os gols nas chances criadas porque contra o Sport criamos bastante também”, analisou.

Defesa não levou gol

Se o ataque do Bahia teve motivos para comemorar, a defesa talvez mais ainda. Pela segunda vez em 14 rodadas, o Esquadrão conseguiu terminar uma partida sem sofrer gol - a outra havia sido na estreia, 1x0 no Coritiba.

A marca chega como alento para o time que levou 22 gols e é o mais vazado da competição - empatado com o Goiás, que fez três jogos a menos e, na média, está ainda pior.

“O setor defensivo não pode perder confiança de atuação. À medida que os gols sucedem, perde algo de confiança que é importante para atuar bem. O Bahia tem o 5º ou 6º melhor ataque e, se está na colocação em que está, é porque, defensivamente, não estamos bem. Temos que resolver”, disse Mano Menezes.

O próximo desafio do Bahia é no domingo, quando visita o Fluminense, às 16h, no Maracanã.

Fonte: Correio Braziliense

Galvão Bueno volta atrás e diz que negocia para narrar Copa-2022

O narrador Galvão Bueno, que havia dito no programa "Altas Horas", da TV Globo, que não estaria na Copa do Mundo de 2022 como narrador, usou o

Vasco e Flamengo se enfrentam em diferentes momentos no Brasileirão

Cruzmaltino passa por crise enquanto Rubro-Negro luta pela liderança Vasco e Flamengo entram em campo neste sábado, às 17h (horário de

Julgamento de Carol Solberg no STJD do vôlei é remarcado

Carol Solberg teve o julgamento remarcado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva para o próximo dia 13 (terça-feira), (STJ), às 13 horas,

Mega-Sena pode pagar hoje prêmio de R$ 3 milhões

Apostas podem ser feitas até as 19h pela internet ou lotéricas O apostador que acertar as seis dezenas do concurso 2.307 da Mega-Sena neste

Contra Bolívia, Brasil inicia jornada à Copa de 2022

O Brasil é o único país que nunca ficou de fora de uma Copa do Mundo. O motivo para isso é a superioridade histórica em relação aos

Basquete: Flamengo passeia no Carioca antes de final da Champions

Rubro-negro decide Libertadores da modalidade no próximo dia 30 O Flamengo levantou, neste domingo (4), o primeiro troféu oficial do

Itamaraju: Atletas do grupo Gads chega ao topo do monte pescoço

Um dos principais cartões postais do extremo sul baiano, o Monte Pescoço, em Itamaraju, recebeu novamente a visita de montanhistas ansiosos para

Vitória cede empate no fim ao Operário e perde chance de colar no

Em confronto direto que valia uma aproximação do G-4, Vitória e Operário-PR ficaram no empate em 1 a 1, na noite desta sexta-feira, 2, no

Libertadores: Palmeiras goleia Bolívar e avança para oitavas

Time paulista vence por 5 a 0 O Palmeiras não teve dificuldades para garantir a classificação para as oitavas de final da Libertadores da

Libertadores: Flamengo goleia Del Valle por 4 a 0 e chega a oitavas

Na Argentina, São Paulo perde para River Plate e está eliminado Com jeito de revanche, o Flamengo goleou o Independiente Del Valle por 4 a 0, no

Nossos Apoiadores: