Escolha será decidida por voto e anunciada pela Fifa na quinta (25)

Faltando apenas três dias para o anúncio oficial da Fifa, entidade maior do futebol profissional, o Japão retirou sua candidatura para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2023. Restam apenas duas opções: Colômbia e a candidatura conjunta de Austrália e Nova Zelândia.

A tendência é que os países da Oceania sejam os anfitriões da competição. No último dia 10, a Fifa divulgou um relatório de avaliação das candidaturas, e Austrália e Nova Zelândia estavam com a maior pontuação: 4.1 em uma escala de 0 a 5. A Colômbia aparecia com 2.8, e o Japão com 3.9. Lembrando que o Brasil retirou sua candidatura antes mesmo do fim da avaliação.

Em nota oficial publicada nesta segunda-feira (22), a Associação de Futebol do Japão (JFA) informou que a decisão de desistir da proposta foi tomada após consideração cuidadosa e completa no Comitê de Proposta do Japão, bem como no Comitê Executivo da JFA.

A entidade japonesa lembrou que a pandemia do novo coronavírus (covid-19) atingiu o mundo e também toda a família do futebol. A JFA salientou que defende suas palavras com total responsabilidade e citou seu ideal: “através do futebol, percebemos todos os benefícios que o esporte pode trazer para as nossas vidas, a solidez de nossos corpos, a expansão de nossas mentes e o enriquecimento de nossas sociedades”.

Ainda no comunicado, a Associação de Futebol do Japão afirmou que continuará apoiando financeiramente os clubes gravemente afetados e que vai trabalhar em conjunto com todas as partes para trazer de volta o mundo onde o esporte possa ser desfrutado com segurança.

O anúncio do país  que receberá a Copa do Mundo Feminina ocorrerá nesta quinta-feira (25). A sede será escolhida por meio de votação do Conselho da Fifa.

Fonte: Rádio Nacional

Flamengo enfrenta Boavista e anuncia transmissão do jogo

Recurso jurídico, no entanto, pode ser aceito e impedir a veiculação Já classificado para as semifinais da Taça Rio - segundo turno do

Atletas de seleção buscam parcerias para se manterem em forma

Três mulheres criaram meios próprios para treinar durante a pandemia Com duas Paralimpíadas no currículo - Londres 2012 e Rio 2016 - e mais de

Em fim de contrato, jogadores têm futuro incerto no Bahia

Arthur Caíke está perto de deixar o clube; Ramires, Matheus Silva e Everson podem voltar Os próximos dias vão ser de definições no Bahia.

Jogador do Cruzeiro passa bem após acidente de carro

Volante Henrique foi anunciado nesta semana como reforço O volante Henrique, do Cruzeiro, passa bem após acidente automobilístico sofrido na

Futebol: Brasileirão 2020 pode começar em 9 de agosto

Data saiu após reunião com dirigentes de clubes das séries A e B A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), após reunião virtual com

Basquete: Nova temporada é prevista para 14 de novembro

Lista só sai em setembro, mas times já movimentam mercado A temporada 2020/2021 do Novo Basquete Brasil (NBB), campeonato nacional masculino

Liverpool goleia e fica perto de ser campeão inglês

Reds poderão festejar título caso o Manchester City não vença amanhã O Liverpool venceu hoje (24) com goleada  e somou mais três pontos na

Criatividade marca os treinos de esgrimista durante a pandemia

Na briga pela vaga em Tóquio, Bia Bulcão monta um boneco em casa A esgrimista brasileira Ana Beatriz Bulcão, de 26 anos, também conhecida como

Barcelona retoma liderança no Campeonato Espanhol

Messi não faz o gol 700 da carreira, e croata Rakitic garante vitória A vitória do Barcelona sobre o Atlético de Bilbao foi magra  – 1 a

Paratleta se divide entre combate à covid-19 e treinos de esgrima

A esgrimista também é fisioterapeuta em CTI no Rio de Janeiro Dentro do paradesporto, Fabiana Soares é a atleta brasileira melhor posicionada

Nossos Apoiadores: