Por onde anda a força do Bahia jogando em casa? O time segue em busca da resposta enquanto vai levando pancadas em série. Na noite deste sábado, 26, tomou 3 a 2 do Inter, na Fonte Nova, chegando à quarta partida seguida sem vencer como mandante no Brasileiro. Foram três derrotas e um empate.

Graças, principalmente, a esse momento ‘estranho no ninho’, o Tricolor vê o sonho da vaga na Libertadores cada vez mais longe. Ao perder para um concorrente direto, permaneceu na oitava colocação, agora a quatro pontos do G-6.

O próximo compromisso do Esquadrão é na quinta-feira, quando visita o Santos às 19h15. Neste jogo, terá a volta do atacante Élber, que cumpriu suspensão neste sábado.

Péssima atuação

O Bahia terminou o primeiro tempo na Fonte Nova sem acertar um chute na direção do gol. Estatística que ajuda a retratar a péssima atuação do time nos 45 minutos iniciais, que, para sorte do Tricolor, terminaram sem gols.

Com o armador Guerra no banco e a aposta na improvisação do lateral João Pedro no meio-campo, o Esquadrão ganhou mais um carregador de bola, assim como os dois pontas. Assim, sem jogadores com aptidão para ligar as jogadas do meio para o ataque, sobraram bolas perdidas entre as intermediárias. A consequência foi o avanço sempre perigoso do Inter a partir dessas interceptações.

Aos 14 minutos, após roubada de bola, Wellington Silva tentou da entrada da área e Douglas espalmou. Em lance semelhante, aos 25, Neilton recebeu de Wellington Silva e chutou por cima. Antes, aos 10 minutos, o Colorado teve a melhor chance do jogo em cobrança de escanteio. Heitor cruzou e Victor Cuesta disparou torpedo de cabeça. A bola tocou, caprichosamente, nas duas traves antes de ser afastada por Juninho.

O Bahia pouco fazia. A primeira jogada possível de se registrar, aos 23, foi uma finalização de muito longe de Artur, que passou relativamente perto da meta defendida por Marcelo Lomba. Aos 30, a equipe teve sua única oportunidade clara. Marco Antônio, seu mais ativo jogador de ataque, cruzou em cobrança de falta e Juninho testou para fora.

Quatro minutos depois, o Inter ainda teve mais uma chegada, com Guerrero batendo de esquerda para outra boa defesa de Douglas. Mas os times foram mesmo para o intervalo com o placar zerado. Chance que caiu do céu para o Bahia recomeçar do zero. No entanto, Roger Machado manteve a mesma formação, e o castigo veio logo aos três minutos. Guilherme Parede tocou e Guerrero acabou com um jejum de sete partidas sem gols ao acertar chute no cantinho.

Logo depois, Roger sacou o confuso João Pedro para colocar Guerra, criticado por atuações anteriores. E aí, aos sete minutos, o Inter ampliou em falha incrível de Nino, que, ao tentar recuar para Douglas, deu ‘assistência’ para Guilherme Parede driblar o goleiro e

O Esquadrão até tentou uma reação rápida, mas Marco Antônio teve chute bloqueado aos oito minutos e, aos 10, Gilberto falhou em tentativa de finalizar sem ângulo. 

Só que o gás pareceu acabar e o clima ficou o pior possível na Fonte, com protestos de parte da torcida, que passou a aplaudir o toque de bola do Inter e a vaiar o Bahia. Foi nesse cenário que Artur conseguiu diminuir, aos 25, em chute que tocou na trave, em Lomba e entrou. Porém, nem deu muito tempo para sonhar com uma reviravolta. Quatro minutos depois, Lucas Fonseca saiu jogando errado e Edenilson interceptou. Ele tocou para Guerrero, que acertou bela finalização para fazer o terceiro.

O Tricolor ainda deu mais um suspiro aos 41, quando Juninho deu um chutaço de primeira após passe de cabeça de Guerra. Mas não havia tempo nem força para reação.

Fonte: Atarde

Porto Seguro divulga regras para reabertura de academias

A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, assinou, na tarde de sexta-feira (29), o decreto 10.823/20, que mantém, até 14 de junho, a

Homens X mulheres: Lista mostra diferença de pagamentos no esporte

Osaka e Serena são as únicas mulheres entre 100 atletas mais bem pagos Apenas duas mulheres estão no privilegiado grupo dos 100 atletas mais

Governo autoriza treinos presenciais dos times a partir de segunda

Mesmo sendo o Estado nordestino com mais casos de Covid-19, com 37.821 casos e 2.733 mortes confirmadas, de acordo com a Secretaria de Saúde do

Força mental pode contar a favor do judô brasileiro na Olimpíada

Técnica da seleção masculina elogiou atitude de atletas na pandemia No comando da seleção brasileira masculina de judô desde 2018, a sensei

Conor Mcgregor aceita 'super luta' proposta por Anderson Silva

Uma das maiores lendas do MMA, o brasileiro Anderson Silva poderá realizar uma das lutas mais inesperadas da história. Apontado como o maior

Covid-19: grupo McLaren planeja demitir 1.200 funcionários

Desligamento atingirá cerca de 25% do total de trabalhadores Doze dias após perder o piloto de Fórmula 1 Carlos Sainz para a Ferrari que o

Basquete: Fiba propõe ações para retomada das ligas nacionais

Para federação, testes e orientações devem ser prioridades Uma série de orientações a serem seguidas para a retomada das ligas nacionais de

Vôlei: Fofão é eleita 3ª melhor estrangeira da Champions League

Ex-jogadora brasileira conquistou ouro olímpico Campeã nos Jogos de Pequim (2008) e bronze nos de Atlanta (1996) e Sydney (2000), a levantadora

Ex-técnico de Bahia e Vitória, Vadão morre aos 63 anos

Treinador lutava contra um câncer no fígado Técnico com passagens por Bahia, Vitória e seleção brasileira feminina, Oswaldo Fumeiro Alvarez,

Presidente do UFC planeja eventos em misteriosa 'Ilha da Luta'

Dana White diz que vai levar octógono para 'praia', em junho e julho Sem uma data prevista para liberação de eventos esportivos em Las Vegas,

Nossos Apoiadores: