IDs terão validade até a data de expiração

O Ministério da Educação (MEC) não está emitindo novas identidades estudantis (IDs) – as carteiras digitais de estudante. A suspensão, que começou a vigorar neste domingo (16), deve-se ao fim da validade da Medida Provisória 895/2019, que instituía o aplicativo e, gratuitamente, disponibilizava o documento virtual para estudantes de instituições de ensino brasileiras.

A ID Estudantil dá, ao estudante, direito a meia-entrada em eventos culturais e esportivos. De acordo com o MEC, as 325.746 IDs estudantis já emitidas continuarão valendo, até sua data de expiração. Apesar de o estudante não ter de pagar qualquer taxa pela carteira virtual, cada unidade sai a R$ 0,15, valor arcado pelo governo federal.

Na avaliação do presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Iago Montalvão, a criação dessa carteira estudantil “supostamente gratuita, mas paga com dinheiro público” (a um custo de R$0,15 por unidade, de acordo com o governo) pelo MEC foi uma “forma de ameaça e de retaliação do governo federal contra o movimento estudantil”, uma vez que comprometeria a principal fonte de receita das entidades representativas dos estudantes no país.

“Essa MP foi imposta com claro objetivo de perseguir um setor da sociedade que tem feito oposição ao governo", disse Montalvão à Agência Brasil.

De acordo com a UNE, a MP acabou sendo vista com desconfiança pelos parlamentares e por grande parte da opinião pública. “Essa rejeição, associada aos graves ataques feitos por este governo à educação, acabou influenciando o Congresso, a ponto de não conseguir ter o apoio necessário para a aprovação da MP”, acrescentou o representante dos estudantes universitários.

Segundo o MEC, o objetivo da ID Estudantil é oferecer uma alternativa à carteirinha de plástico que continua sendo emitida por entidades estudantis como UNE e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), a um custo de R$ 35. À época do lançamento da ID Estudantil, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que o objetivo da medida era "acabar com o monopólio e a exclusividade daqueles que sempre forneceram esse documento".

De acordo com a UNE, estudantes de baixa renda podem receber o documento gratuitamente, desde que comprovem renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio.

Procurado pela Agência Brasil, o MEC informou que não comenta declarações da UNE.

Fonte: Agência Brasil


Teixeira de Freitas recebe doação de álcool gel

Teixeira de Freitas: Professores da Faculdade Pitágoras Teixeira de Freitas produzem e doam 50 quilos de álcool gel para o município de Teixeira

Superação: conheça Levi, o psicólogo tetraplégico que

Um grave acidente tirou sua alegria de viver, mas a faculdade trouxe de volta o sentido da vida Algumas situações na vida são valiosos

Trabalho home office é medida preventiva contra o coronavírus

Órgãos de saúde recomendam que trabalhadores façam tarefas em casa Diante da pandemia do coronavírus, Covid-19, muitas pessoas começaram a

A escola CEO – Centro Educacional Onipotente implanta sistema de

Teixeira de Freitas: Em um mundo cada vez mais preocupado com a sustentabilidade e a preservação da natureza, evitar a poluição, economizar

Mulheres em vulnerabilidade social recebem capacitação profissional

O projeto faz parte de uma ação do Ministério da Educação em parceria com os Institutos Federais de Educação Profissional Institutos

Pandemia, epidemia e endemia: entenda a diferença

A OMS classificou o coronavírus (covid-19) como pandemia Até ontem (11), 118 mil casos do coronavírus, o covid-19, foram confirmados em 114

Top 10: confira as universidades brasileiras com mais mulheres na

Os dados foram extraídos a partir de análise holandesa É importante conhecer as universidades que incentivam e apoiam as mulheres na Ciência. Em

Governo defende que União participe com menos de 20% no Fundeb

Proposta da Câmara para novo fundo da educação básica prevê 20%. 'A gente precisa ir para a mesa de negociação', afirma secretário do Tesouro

Concursos abrem 15 mil vagas temporárias e efetivas na Bahia

Oportunidades contemplam diferentes níveis de escolaridade A semana começa repleta de oportunidades para quem deseja ingressar em cargos

OAB 2020: confira o calendário

Provas são aplicadas três vezes ao longo do ano Todos os anos, milhares de jovens fazem a prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB),

Nossos Apoiadores: